Cubot MAX - Análise e opinião de um phablet muito interessante

Depois de ter feito o unboxing deste smartphone da Cubot (podem vê-lo aqui) e de o ter trocado pelo Xiaomi Mi 5, passadas duas semanas vou dar-vos a minha opinião através de uma análise a este equipamento que custa pouco mais de 100€.




É um smartphone que se destaca principalmente pelo seu grande ecrã. Possui um processador Octa-Core da Mediateck MT6753A, 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno, sendo ainda possível expandir esta capacidade através de um cartão microSD e corre a versão 6 do Android.
O melhor deste smartphone é mesmo o preço (e não só), pode ser adquirido por pouco mais de 100€.

Aparência

Começando pelo especto. Este smartphone não tem nenhuma frame em alumínio. É construído em plástico, quer na capa traseira, quer nas laterias e inclusive os botões do volume e do power, não tendo assim um aspeto premium. É pena, mas pelo preço não podemos pedir muito mais.


Este smartphone não suporta carga rápida e devido ao tamanho da sua bateria, demora bastante tempo a carregar, são quase 3 horas para carregar os 4100mAh.

A porta micro USB para a carga está na parte superior, local onde não estou habituado a ver esta entrada. O mais comum é na parte inferir e é onde eu pessoalmente as mais gosto de ver. Na parte inferior está a coluna de som. É uma simples coluna e o som não é posso dizer que é normal, mais que suficientes para as chamadas, ouvir umas músicas ou ver um vídeos. (ver vídeo da análise)

Tem uma tampa e uma bateria amovível, o que para alguns pode ser uma vantagem. Na parte interior do smartphonte temos a slot do cartão SIM 1 do lado esquerdo e do lado direito a slot do cartão SIM 2 bem como a entrada de cartões MicroSD. 

Como este dispositivo vem com o Android 6.0 isto permite que coloquemos um cartão microSD e transformá-lo em armazenamento interno, algo que não era possível fazer com versões anteriores. Sim as aplicações podem ser instaladas nesse espaço, não sendo necessário escolher a opção “Mover APP para o cartão SD”. Podem ler mais acerca disto aqui. Logo para um dispositivo com 32GB de armazenamento interno e com a possibilidade de expandir essa memória interna para 64, ou 128GB é muito bom.

Bateria

A bateria tal como já disse é de 4100mAh e é, sem dúvida, o dispositivo com a melhor bateria que alguma vez utilizei. 
Com esta bateria obtive resultados muito bons. Com uma utilização normal, desde vídeos no youtube, redes sociais através da rede Wifi ou da rede móvel 4G ou GPS ligado e nunca durou menos que 2 dias. Portanto muito boa esta bateria.

Ecrã

Em relação ao ecrã, são 6" de ecrã com resolução HD de 1280x720px que produz umas cores muito boas, bem como bons ângulos de visão quando não há muita luz solar, aí temos de usar a luminosidade no máximo e mesmo assim notam-se alguns reflexos no ecrã que pode dificultar a nossa visibilidade no ecrã.

A sensibilidade do ecrã é muito boa, muito sensível ao toque. Podemos tocar em 5 pontos no ecrã. É realmente uma vantagem o seu tamanho e qualidade (tendo em conta ao seu preço) tornando-o num bom dispositivo para assistir a conteúdos multimédia.

Conectividade

Em relação à conectividade, tem suporte 4 que utilizei normalmente todos os dias e nos testes realizados obtive os seguintes regulados em 4G: 2,68Mbps em Download e 13,75 em Upload; Wifi: 38,97Mbps em Download e 46,72Mbps em Upload.

Software

Em relação ao Sistema Operativo, nada a apontar, aliás, é um especto positivo a realçar, muito fluido, sem nenhuma aplicação suspeita ou desnecessária, se bem que isso é relativo, mas gostei bastante da usabilidade do sistema operativo.

No que diz respeito ao software em si, tem algumas configurações interessantes, como por exemplo uma opção que nos permite configurar gestos no ecrã de forma a facilitar o manuseamento do smartphone, como por exemplo utilizar 3 dedos para tirar um screenshot. Outra opção é o Smart Motion que permite configurar o entendimento automático de chamadas ou silenciar chamadas e também o Gesture wake que permite ligar o ecrã com apenas 2 toques.
  

Na parte superior do smarphone está a luz de notificações, que é útil, embora só tenha uma cor.  Esta pisca de formas diferentes consoante o tipo de ocorrência no smartphone: chamada, sms ou outra notificação.

Em relação à língua, ele vem em PT-PT, mas nem todos os menus estão em português, existem alguns que não estão.

Desempenho

No que diz respeito à potência o smartphone portou-se muito bem em multi-tasking, nunca tive problemas de memória e até me esquecia que tinha aplicações acorrer. No Antutu obtive uma pontuação de 38024 pontos, estando logo a seguir ao Meizu Note 3. As aplicações sejam elas quais forem ou jogos, portou-se sempre bem, embora não tenha os melhores componentes para jogos 3D mais pesados.

No armazenamento interno, dos 32GB previstos vem com 25GB disponíveis. Os resultados obtidos nas velocidades de leitura e escrita foram de 62,72 MB/s em leitura e 63,48MB/s em escrita. Na memória RAM os resultados foram de 3461,92MB/s, superando alguns equipamentos mais conceituados.
Realizei ainda alguns testes aos sensores e GPS, tudo funcionou bem e tendo em conta o seu tamanho, bem que pode ser utilizado como no carro para substituir um GPS.

Câmara fotográfica

Em relação à câmara, esta é o seu calcanhar de Aquiles. Esta de facto é um pouco fraca. Durante o dia as imagens até ficam mais ou menos razoáveis se houver luz. Achei as cores um poucos escuras e com pouca definição. 

Nos casos onde a luz é insuficiente os resultados não são bons, para não falar à noite. Mas pelo preço, o que se pode pedir? A câmara frontal serve apenas para umas vídeo chamadas ou selfies mas quando há luz suficiente.

Podem ver as fotos em tamanho original aqui.
A aplicação para tirar fotos, dá-nos a possibilidade de alterar algumas opções, mas não muitas. É possível escolher a exposição, efeitos de cor, equilíbrio dos brancos, qualidade da imagem, anti tremor, captura contínua e ISO.

Pontos positivos:

  • Bateria
  • Ecrã
  • Sistema Operativo
  • Multitasking

Pontos Negativos:

  • Câmara
  • Materiais (plásticos)

Conclusão e Opinião

No início quando troquei o Xiaomi Mi5 pelo Cubot Max (apenas para testes) pensei que não me ia habituar devido ao seu tamanho e às diferenças óbvias entre ambos, mas a verdade é que este smartphone surpreendeu-me pela positiva e é um com companheiro credível para o dia-a-dia. Não estava à espera que por este preço o equipamento tivesse este bom desempenho. Acho que a marca Cubot está no bom caminho.

Portanto, se estão à procura de um dispositivo grande, para uso que poderá ser intensivo, ver vídeos, correr aplicações diversas, jogar alguns jogos, com um bom ecrã e sem ter que estar a carregá-lo todos os dias, este Cubot Max é uma boa escolha tendo em conta o preço.

Eu só não recomendo este dispositivos a quem privilegia a máquina fotográfica e para quem não gosta de equipamentos grandes. De resto fiquei surpreendido com este equipamento pela positiva.

Onde comprar e preço: Podem adquiri-lo de forma segura na Gearbest a um preço muito atractivo por pouco mais de 100€.

Vídeo da análise


Emoticon Emoticon