Unboxing do mais recente smartphone da Cubot: Cheetah 2

Já aqui tinha analisado um phablet da Cubot que me surpreendeu bastante pela positiva e indo ao encontro do que tinha dito, a marca continua a ir no bom caminho apostando na melhoria dos seus dispositivos e a prova disso é este novo phablet de 5.5". O Cubot Cheetah 2 tem uma frame em alumínio, leitor de impressões digitais e promete…




Este phablet é uma melhoria do seu antecessor (Cubot Cheetahphone) que foi lançado pela marca no início do ano de 2016 e agora quase no final do mesmo ano é colocado à venda o seu sucessor com algumas melhorias. Parte do nome caiu e ficou apenas Cheetah 2 nome que é alusivo ao animal chita ou "guepardo" como também é conhecido.


É um dispositivo com um ecrã LCD de 5.5" com resolução FHD 1080p que utiliza 16 backlights debaixo do display, melhorando em 30% o seu brilho e a cor nos locais com mais luz solar. O ecrã tem uma densidade de 401ppi e para além disso é também 2.5D (ligeiramente curvo nos lados), vem com um revestimento anti impressões digitais, multi toque OGS e resistente a riscos.

Em relação ao processador este é um octa core da MediaTek MT6753 (ARM Cortex-A53) a 1.3GHz, acompanhado de uma GPU Mali-T720.
Em termos de memória este tem 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno, sendo ainda possível expandir esta capacidade através de um cartão microSD.


Em termos de conectividade apresenta suporte para a rede 4G (inclui os 800MHz), Wi-Fi, Bluetooth 4.0, A2DP (Distribuição de áudio avançada), GPS e AGP-S e rádio. A bateria é de 3000mAh, não removível, o sistema operativo é o Android 6.0 Marshmallow e vem com uma câmara traseira de 13MP da Samsung com sensor S5K3L8 que é o mesmo utilizado em smartphones como o Redmi 4, Redmi Note 4, Umi Plus ou BQ Aquaris U. A câmara frontal é de 8MP.
Está disponível em azul escuro e dourado.

Unboxing 

A caixa do Cubot Cheetah 2 é praticamente igual à do Cubot Max: um castanho brilhante com alguma rugosidade e com o logótipo da marca na parte superior. Nas laterais está o slogan da marca e na parte inferior desta estão algumas características do phablet. Todas as informações presentes na caixa estão em inglês.


Ao abrir a caixa surge o Cubot Cheetah 2 que vem acompanhado por um guia rápido sobre a instalação dos cartões SIM e microSD bem como os termos de conformidade da empresa escritos em várias línguas. Vem ainda o carregador europeu e o cabo USB Tipo C.

O smartphone vem com uma capa protetora de silicone e com uma película protetora no vidro. Tem uma armação em alumínio, a traseira é em plástico de cor azul (semelhante ao Asus Zenfone 3) tentando dar a ideia de alumínio escovado, mas em plástico liso. Na parte superior ao centro está a câmara traseira e o flash de duplo tom.


Na parte inferior, estão as colunas e a entrada USB Tipo C, na parte lateral direita estão os botões de volume e o botão ON/OFF, na parte superior encontra-se apenas a entrada de 3.5mm para headphones. À frente e em cima está a câmara para selfies, o sensor de proximidade e a coluna para as chamadas. Na parte inferior está o botão home com o leitor de impressões digitais e os botões auxiliares que não são retro iluminados.


Ao ligar o smartphone as configurações são simples e iguais aos do costume. Vem com o Android 6.0 quase puro, com poucas alterações e sem qualquer aplicação chinesa.

Este vai ser o meu smartphone nos próximos tempos. Voltarei daqui a umas semanas para fazer a análise.

Preço e disponibilidade

Este equipamento pode ser adquirido na Gearbest através deste link. Está disponível no armazém de HK2, pelo que, para ser adquirido sem risco de alfândega devem escolher o método de envio seguro "Standard Shipping > Local Direct Express".

Vídeo


Mais fotos








Emoticon Emoticon