Xiaomi Redmi Pro - Unboxing e análise ao melhor Redmi da Xiaomi

A versão Pro da gama Redmi da Xiaomi foi apresentada em julho de 2016 como sendo o primeiro smartphone da marca asiática a ter câmara dupla, como o objetivo de ser a versão top desta gama e destinado aos amantes da fotografia. Será que o consegue ser?




O Redmi Pro está disponível em três versões: Standard, High e Exclusive Edition. Vem com um SoC Mediatek Helio X20 (na versão Standard) e um Helio X25 (nas versões High & Exclusive editions). Em termos de memórias a versão mais baixa tem 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno e as outras duas têm 4GB de memória RAM e 64GB e 128GB de armazenamento interno respetivamente, sendo ainda possível em qualquer uma delas expandir essa capacidade através de cartões microSD.

Unboxing e primeiras impressões


Dentro da caixa no topo vem smartphone acompanhado pela proteção de ecrã (enviado pela smartandsun), o guia rápido de instruções (em chinês) com o clip que nos ajuda a abrir a slot para os cartões SIM, o cabo USB e o carregador de carga rápido.


A versão que me chegou para testes foi a versão em dourado de 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno. O ecrã é OLED de 5.5" com resolução FHD 1080x1920 pixels, 401ppi de densidade e 72.2% de rácio screen-to-body. Na parte frontal em cima está a coluna de som para as chamadas, o sensor de proximidade e a câmara frontal de 5 MP que tem uma abertura f/2.0 e grava vídeos a 1080p. Em baixo está o botão home que tem também embutido o sensor de impressões digitais. Em baixo estão as colunas de som, micro e ao meio a porta USB tipo C. Do lado direito os botões power e volume, em cima o sensor de infravermelhos, a entrada jack audio de 3.5mm para os headphones e ainda o micro secundário para as chamadas. Do lado esquerdo está apenas a slot para os cartões SIM. A trás temos a dupla câmara, sendo a superior de 13MP com sensor Sony IMX258 e a segunda com sensor Samsung que serve apenas quando se utiliza a função da abertura focal. No meio das duas está o flash LED de duplo tom.


O Redmi Pro é inteiramente construído em alumínio escovado e a sensação ao toque é muito boa. A primeira impressão com que fiquei sobre o ecrã também é positiva. Muito suave ao toque, cores um bastante saturadas na minha opinião (sendo esta uma característica dos ecrãs OLED) e com brilho melhor que o normal. De facto nota-se a qualidade do ecrã OLED. O que distingue este smartphone dos restantes é de facto a sua dupla câmara.

Análise

Em relação ao sistema operativo aqui nada novo a realçar pois quem já está habituado à MIUI já sabe o que esperar, por isso nem vou focar este aspeto. Referir apenas que vem com a versão 8 da MIUI com base no Android 6.


Nos testes realizados a este smartphone atingiu mais de 87 mil pontos no antutu. De facto este smartphone apesar de ser o menos potente deste modelo, nunca se engasgou no desempenho das suas funções quando levado ao limite nos jogos. Nem notei que aquecesse assim tanto como dizem, portanto muito satisfeito com este processador da Mediateck.


Fiquei satisfeito também com o desempenho do GPS, sensor de impressões digitais (aqui um pouco mais lento que o sensor do Mi5, mas na minha opinião é difícil bater este sensor), experiência audio-visual quer a em vídeos quer em imagens muito boa. 


Nos testes de velocidade da rede wi-fi também nada de negativo a apontar, 46Mbps em downlaod e quase 52Mbps em upload. Nos testes de velocidade das memórias este atingiu quase 79MB/s em escrita na memória interna e 5935MB/s na transferência de dados na memória RAM.

Câmara

Em relação ao desempenho da câmara fotográfica e começando pela aplicação, há algumas diferenças comparativamente com os restantes smartphones da Xiaomi. Aqui para além de termos a opção de vários modos como temos também nas câmaras digitais normais, tais como paisagem, retrato, neve, noite, etc... em que a câmara ajusta automaticamente as suas definições para esse tipo de fotografias. Temos também o modo que nos permite controlar a abertura da câmara e é aqui que a dupla câmara entra em ação. Nesta opção conseguimos facilmente escolher qual a abertura na qual queremos tirar a foto e escolher o ponto de foco clicando no ecrã.


Em relação aos resultados: notei que as fotografias são um pouco escuras à semelhança no Redmi Note 4, mas as fotografias tiradas pelo Pro têm melhor definição. Os limites das fotografias são mais nítidos e os resultados são bons quando utilizamos apenas a câmara no modo normal ou as cenas sem utilizar a opção de "abertura do obturador". Quando temos esta opção ativada conseguem-se resultados interessantes quando estamos a tirar fotografias a objetos próximos, mas o desfoco nestas parece um pouco artificial.


Nesta opção quando menor for o número f escolhido, mais desfocado fica o fundo da fotografia. É verdade que as câmaras conseguem focar o objeto e desfocar o fundo, mas fazem-no de uma forma muito acentuada fazendo com que não seja fácil obtermos os resultados desejados.
Compensa mais utilizarmos o modo simples da câmara através dos modos disponíveis pois aí, esta conseguem-se bons resultados.

Exemplos







Ver aqui as fotos em tamanho original.

No que diz respeito aos vídeos aqui não gostei muito dos resultados quando estamos em movimentos a par do que acontecia com o Redmi Note 4, mesmo com a estabilização de imagem ativada. Para filmar com este smartphone convém fazê-lo parado.


Opinião

Pontos positivos

  • Hardware
  • Câmara
  • Ecrã

Pontos negativos

  • Gravação de vídeos


Em suma: penso que está na altura de abandonar o estigma que existe em relação aos processadores da Mediateck. De facto, em termos de rendimento não tenho nada apontar de negativo a este smartphone. Se estão reticentes a este SoC por questões de mudanças de ROM ou de atualização de software tudo bem... agora em termos de rendimento não há nada de negativo a apontar.


A câmara e o ecrã são os outros aspetos que realço pela positiva. Tem bons resultados, a função da dupla câmara vai acabar por ser pouco útil, mas pode dar jeito numa ou outra situação para fazer uns efeitos engraçados numa foto. O ecrã também não vai agradar a todos, pois como disse tem as cores bastante saturadas e há quem goste e há quem não goste.


Nos restes realizados não posso dizer que tenha encontrado pontos negativos neste smartphone, os vídeos não são do melhor mas estão a par de outros equipamentos.


Conclusão

Este não é o smartphone da Xiaomi com a melhor câmara, mas na minha opinião é das que consegue melhores resultados. Convém realçar que estamos perante uma série Redmi. Se me perguntam que equipamento escolhes: Note 3, Note 4 ou Pro? Bom, aí terá que ver com o orçamento pois existem algumas diferenças no preço. Se a diferença de preço não for assim tanta, então o Pro é de facto a melhor opção, caso contrário qualquer um dos outros equipamentos é um bom smartphone tendo em conta a gama em que se inserem.

Resta-me agradecer mais uma vez à loja portuguesa Smartandsun, pela cedência do equipamento para testes, em especial um obrigado ao Pedro Silva e ao Filipe também.
Se quiserem comprar este equipamento podem fazê-lo na Smartandsun, todos os equipamentos comprados aqui têm 2 anos de garantia, podem confiar inteiramente na loja que é fiável e com preços muito acessíveis.

Link: Xiaomi Redmi Pro

Vídeo



Emoticon Emoticon