Cubot Cheetah 2 - Análise e opinião

Depois de algumas semanas de utilização contínua deste phablet da Cubot chegou a hora de dar a opinião e divulgar os testes realizados bem como os pontos positivos e negativos.




O que se destaca neste equipamento dos restantes

O Cubot Cheetah 2 é um smartphone Dual SIM com ecrã de 5.5 polegadas, de resolução FHD (1080 x 1920 px) mas não são estas características que o fazem destacar dos restantes. Antes de mais convém lembrar que este equipamento concorre na categoria de gama de entrada, mas pela aparência facilmente se confunde com um equipamento de gama média alta. Sensor de impressões digitais, frame em metal e um ecrã com contraste de 1300:1 que utiliza uma tecnologia que lhe permite ter mais 30% de brilho que os smartphones com ecrãs IPS normais são alguns pontos a destacar.


O smartphone já vem com uma capa de silicone o que com a sua utilização torna-o um pouco maior, mas claro, sempre o protege das quedas acidentais.

Desempenho


Este Cubot vem um SoC octa-core da MediaTek (MT6753) acompanhado da GPU Mali-T720, 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno, com possibilidade de expansão através de cartão microSD até 128GB. Em termos de desempenho e para um utilizador normal, este smartphone passou nos testes sem desapontar. Os 3GB de memória RAM dão-lhe elasticidade suficiente para que tenhamos uma série de aplicações abertas sem que notemos alguma lentidão. Falo de aplicações que utilizamos diariamente como o browser, redes sociais, aplicação de mail, mensagens e até alguns jogos, tudo em simultâneo sem problemas. 


Em termos de resultados nos testes realizados este atingiu mais de 37 mil pontos no Antutu, mais de 2 mil pontos no geekbench em multi-core, estando à altura de equipamentos como o LG Nexus 5X ou o Xiaomi Mi4C.


Nos testes de velocidade às memórias, este atingiu mais 60MB/s em escrita na memória interna e quase 3GB/s na transferência de dados na memória RAM.
Em relação às velocidades nos testes de ligação nada de negativo a apontar, no wifi atingiu quase 43Mbps em download e mais de 39Mbps em upload. 


Este smartphone tem também suporte de rede 4G nas frequências 4G LTE 1800, 2100, 2600 e 800MHz (banda 20) não tendo qualquer problemas em apanhar 4G.
O sistema operativo é o Android 6.0 e faz com que a utilização diária seja fluída e eficaz, mas chegou a acontecer um bloqueio ou outro.

Estamos perante um equipamento com uma frame em metal que lhe oferece alguma resistência e uma aparência superior para a gama em que este se insere. Alias, comparado com o Cubot Max, equipamento da mesma marca que tinha testado há uns tempos, este Cheetah 2 melhorou os aspectos menos positivos que existiam no Max. Contudo piorou noutros.

O sensor de impressões digitais é uma mais-valia, mas este nem sempre desbloqueou o smartphone à primeira tentativa. Acertou 8/10 e o tempo de desbloqueio também não é dos melhores que já testei.



A bateria é de 3000mAh que dá apenas para 1 dia e pouco de utilização, ficando aquém das expectativas criadas no Cubot Max que durava à vontade 2 dias. Nos testes realizados ao ecrã este reconheceu apenas 5 toques em simultâneo.

Outro ponto melhorado mas não extraordinário é a câmara fotográfica. A câmara principal tem um sensor de 13MP (Samsung S5K3L8 - o mesmo sensor que muitas versões da série Redmi da Xiaomi) com flash LED de duplo tom, que tira umas fotos diurnas aceitáveis melhores que as do seu irmão Max, mas nada de especial. As fotografias à noite continua a ser o ponto mais fraco do smartphone da Cubot.

Fotos







A câmara secundária tem 8MP. Além disso tem Bluetooth 4.0, GPS, A2DP (distribuição de áudio avançada), Wi-Fi 802.11 b/g/n. Vem ainda equipado com sensor de impressões digitais.

Pontos positivos:


  •     Ecrã
  •     Desempenho em multitasking

Pontos Negativos:


  • Bateria
  • Câmara

 

Conclusão e Opinião

O que levo de melhor deste smartphone é sem dúvida o ecrã. Este tem um brilho melhor que alguns dispositivos mais caros mesmo perante a luz solar. Gostei da frame em metal que cobre as laterais do Cubot e do desempenho em multitasking para uma utilização diária normal e não muito exigente.
Há ainda algumas arestas a limar. A bateria, a câmara fotográfica e algumas afinações no software e no sensor de impressões digitais foram os aspectos que menos gostei neste smartphone. Estas últimas não são pontos negativos mas sim pontos que necessitam de melhorias. 
Em suma, um smartphone com um preço bom para o seu desempenho, mas com alguns aspectos a melhorar.

Este pode ser adquirido na Gearbest quer no armazém Europeu quer no armazém de HK2. Neste último deve ser utilizado o método de envio seguro (sem alfândega): "Standard Shipping > Local Direct Express".



Vídeo





Emoticon Emoticon