Xiaomi Mi MiX: Unboxing e primeiras impressões ao smartphone mais surpreendente e inovador de 2016

A Xiaomi surpreendeu o mundo em outubro de 2016 com a apresentação do primeiro smartphone com um ecrã que ocupa quase a totalidade do equipamento com 91.3% de rácio screen-to-body, o maior alguma vez construído e com alguns acabamento em ouro em redor da câmara fotográfica e do sensor de impressões digitais.

Unboxing


Olhando para a caixa dá logo para perceber que a marca asiática quis criar um equipamento premium tendo o cuidado na escolha dos materiais e até no formato da caixa onde vem o Mi Mix. Na lateral da caixa totalmente preta está a indicação da versão do smartphone, este caso a versão Ultimate ou Exclusive de 256GB e 6GB de memória RAM. Existe ainda outra versão com 128GB de armazenamento interno e 4GB de memória RAM.


Ao abrir a caixa notamos que esta é totalmente diferente daquilo a que estamos habituados, pois esta não abre de forma normal. O smartphone está no topo e abrindo a caixa sob a forma de leque surge também a capa protetora em pele que na parte interior é composta por um material que parece veludo. No lado direito da caixa e dentro de outro compartimento está o cabo USB e o adaptador de carga rápida bem como o guia de instruções (em chinês) e o utensílio para abrir a slot dos cartões SIM. 

Características e primeiras impressões

Ao pegar no smartphone notamos que é algo pesado, nas não em exagero, são 209g mas estamos a falar de um equipamento de 6.4 polegadas que tem um corpo inteiramente construído em cerâmica de zircónia que é um material muito resistente semelhante à safira. 

Na parte frontal está o ecrã de 6.4" IPS LCD da Sharp com resolução 1080 x 2040 pixels e que tem uma densidade de 361 pixels por polegada. Tem contraste de 1300:1 e é resistente a riscos.
No canto inferior direito está a câmara frontal é de 5MP e local onde não é normal vermos esta localização das câmaras, mas só assim a Xiaomi consegui ter um ecrã com as características que apresenta.


Na parte superior está a entrada jack áudio de 3.5mm, na parte esquerda está a slot para o cartões SIM, do lado direito estão os botões do volume e do power e em baixo está a entrada USB tipo C, o altifalante e o micro para as chamadas.


Na parte traseira está a câmara principal de 16MP e tem um sensor Omnivision, com abertura f/2.0 e ao lado direito está o flash led de duplo tom. Por baixo da câmara está o sensor de impressões digitais ultrassónico, tecnologia já utilizada no Xiaomi Mi5s.

Em torno da câmara e do sensor de impressões digitais estão os aros de ouro de 18k exclusivos na versão Ultimate do Mix.


Em relação ao processador este é o mais recente e mais potente atualmente dos equipamentos android, é o Qualcomm Snapdragon 821 2.35GHz acompanhado da GPU Adreno 530 a 635MHz.

No que diz respeito à conectividade este smartphone como é virado para o mercado asiático não tem a banda 20, sendo assim mais difícil apanhar 4G fora das cidades. Tem Wi-fi dual band, Bluetooth 4.2, NFC e USB Tipo-C. A bateria é de 4400mAh não era de esperar outra coisa tendo em conta o tamanho do ecrã.


Olhando mais detalhadamente para o smartphone vemos que é um equipamento muito bem construído e cuidado. Na parte frontal o que salta à vista é de facto a área de superfície útil que é de 91%. Isto significa que o ecrã tátil ocupa quase a totalidade do smartphone e foi aqui também que a Xiaomi inovou pois esta é uma característica ímpar nos smartphones. Como exemplo comparativo o Iphone 7 Plus tem 64% e o Xiaomi Mi5S tem 70% de área útil de ecrã.


É um smartphone que impressiona qualquer um quer se goste ou não de equipamentos grandes. Mas a verdade é que a marca asiática inovou em muitos pontos. Este smartphone não tem sensor de proximidade normal, se olharem para a parte superior do ecrã não há nenhum sensor, é um sensor de proximidade ultrassónico que funciona no ecrã. Neste smartphone isso funciona através do próprio ecrã. O som das chamadas também não sai pela parte inferior (coluna) mas sim por todo o smartphone (em todo o ecrã), não sei bem como funciona este sistema mas parece que funciona mesmo, mas só mais tarde verei se funciona bem.


Em termos de software o Mix vem com a versão MIUI 8 com base no Android 6.0.1 e pelas características que este equipamento tem não era de esperar outra coisa, é super rápido e fluido! As cores do ecrã são fantásticas apesar de não ser um ecrã OLED e a sensação ao toque é mesmo fenomenal.

E estas são as primeiras impressões que tiro deste fantástico smartphone: tem um design minimalista mas ao mesmo tempo inovador. O uso de capa é obrigatório não só pelas dedadas inevitáveis mas também pelo risco de cair e claro que para um smartphone desde preço há que ter algumas precauções. O sensor de impressões digitais também me pareceu muito bom, mais eficaz que o do Xioami Mi 5S.

Preço e local de compra

Este equipamento pode ser adquirido na Gearbest sem risco de alfândega através do método de envio seguro: “Priority Line > Spain Express”. Deixo os links abaixo e se precisarem de algum cupão de desconto peçam no formulário de contacto ou no facebook.


Vídeo



Emoticon Emoticon