Oneplus 3T - Análise e opinião de um dos flaships mais apreciados no mundo android!

O Oneplus 3T é um dos smartphones de topo que mais sucesso tem entre os utilizadores do mundo android. Em junho de 2016 a Oneplus lançou o OnePlus 3 um smartphone com excelentes características, mas passados 5 meses a marca lançou o OnePlus 3T, uma versão que colmatava alguns pontos menos favoráveis da versão anterior atualizando precisamente esses componentes.



Este equipamento conta com o que há de melhor actualmente em termos de hardware para smartphones android. Tem um processador Qualcomm Snapdragon 821, acompanhado de uma GPU Adreno 530, 6GB de memória RAM e 64GB de armazenamento.

Unboxing

A caixa do OnePlus 3T é branca com o logótipo da marca a vermelho na parte superior da caixa sendo a parte interior também totalmente vermelha. A acompanhar o smartphone vem o manual de instruções, o carregador de carga rápida dash charge que carrega 60% da bateria do dispositivo em apenas 30 minutos. Vem ainda com o cabo USB Tipo C totalmente vermelho com as pontas em branco e aqui nota-se que é um cabo mais grosso que o normal dando uma sensação clara de qualidade. 


Estamos perante um equipamento de 5,5" com resolução FHD 1080x1920 pixels com densidade de 401ppi, um ecrã AMOLED com proteção Corning Gorilla Glass 4 notando-se bem a diferença deste ecrã para os ecrãs IPS devido às cores que apresenta no reflexo mesmo estando desligado.


Na parte superior está a câmara frontal de com um sensor de 16MP da Samsung, o sensor de proximidade, o led de notificações à esquerda, a coluna de som para as chamadas e em baixo está o sensor de impressões digitais. Na lateral direita está o botão on/off e a slot para os cartões SIM, neste caso duplo nano SIM. Na parte esquerda temos o botão que é característico dos OnePlus que nos permite silenciar o smartphone tendo este 3 posições. Mais abaixo está o botão do volume. Na parte inferior temos o altifalante, porta usb tipo C, microfone e entrada jack áudio de 3.5mm.


Na parte traseira temos a câmara de 16MP com sensor Sony, o mesmo sensor que acompanha o Xiaomi Mi5. Logo abaixo o flash led e o logo da marca ao centro.


Primeiras impressões

Posso dizer que é um smartphone mais fino do que aquilo que esperava que fosse. É verdade que vinha da utilização de um smartphone maior, mas não achei assim tão grande tendo em conta que estamos perante um equipamento de 5.5". Tem um corpo inteiramente contruído em metal (de cor cinza) que o torna num smartphone confortável na mão e com uma sensação de qualidade.

Sistema Operativo

Em relação ao sistema operativo este vem com a versão OxygenOS 3.5.1, uma versão quase pura do Android 6.0.1 com algumas alterações por parte da OnePlus de forma a optimizar este dispositivo. É uma ROM que vem com o idioma em PT-PT. O botão auxiliar esquerdo tem a função de voltar para trás e o direito tem a função de listar as aplicações abertas e para quem está habituado a ter estas opções precisamente nas posições inversas isto pode ser alterado através da opção própria que o sistema operativo tem.


Em termos de atualizações, posso dizer que nos 15 dias que andei com o equipamento este fez 2 atualizações, a primeira foi para a atualização da versão 7 do Android e a segunda foi passado uma semana com alguns fixs embora não tivesse notado nada de especial.

O sistema operativo é um ponto positivo, leve, fluido, eficaz, equilibrado e simples de utilizar. Quem está habituado ao sistema MIUI vai notar alguma diferença, e aqui falo por mim, pois após alguns dias de uso já sentia falta do sistema operativo da Xiaomi. Contudo sei reconhecer que este sistema operativo da Oneplus está muito bem desenhado e optimizado para este hardware e para quem gosta apenas de Android simples vai gostar.

O sensor de impressões digitais é muito bom também e está equiparado ao sensor do Xiaomi Mi5 que também gostei muito e foi até hoje um dos smartphones com melhor sensor de impressões digitais.

Performance

No que diz respeito à performance este smartphone vem equipado com o hardware mais recente no mercado, tem um excelente processador e uma quantidade de memória RAM enorme que lhe dá uma elasticidade mais que suficiente para que tenhamos dezenas de aplicações abertas incluindo vários jogos ao mesmo tempo. Sempre muito rápido a abrir as aplicações como era de esperar para um equipamento deste género.


Em termos de resultados nos testes habituais, no Antutu atingiu mais de 164 mil pontos e nos testes do Geekbench atingiu 1766 pontos em single-core e mais de 4000 pontos em multi-core. Que mais se pode exigir a um equipamento destes?
Nos testes de leitura e escrita nas memórias foram mais de 163MB/s em escrita na memória interna e quase 18GB por segundo na transferência de dados na memória RAM, portanto, com resultados impressionantes na memória RAM.
Corri alguns jogos e também não houve quaisquer pontos negativos, embora aqui e após alguns minutos de utilização notei que este aquecia um pouco.


Em relação à conectividade, este OnePlus 3T tem Dual band e aqui as velocidades de ligação à rede Wi-fi foram também boas. Apesar de não ter a banda 20, nunca tive problemas de velocidade na rede móvel. O Bluetooth com a versão 4.2 mostrou-se eficaz quer na ligação de gadgets como a Mi Band 2 ou na ligação em alta voz no carro.


No consumo de média e mais concretamente vídeos o ecrã provou estar à altura dos restantes componentes, cores saturadas mas não em exagero, bons contrastes que resultam num aspeto real daquilo que estamos a ver e também a ouvir através dos altifalantes localizados na parte inferior do smartphone.


Em relação à bateria este equipamento também me surpreendeu pela positiva. De facto foi uma melhoria considerável da versão anterior deste modelo, tendo em conta os relatos de alguns utilizadores. Dá à vontade para 1 dia de uso intensivo e quase para 2 dias em uso moderado. O máximo que consegui foi 1 dia e 21h de utilização.

Câmaras

Foi aqui que este equipamento mais me surpreendeu. A interface da câmara é bastante intuitiva, embora seja da opinião que poderia haver uma forma mais fácil de alternar entre os diferentes modos de operação. Tem alguns aspetos interessantes como a possibilidade de podermos escolher facilmente as configurações como se estivéssemos com uma SLR na mão. Durante o dia as fotografias são boas equiparadas às fotos tiradas pelo Xiaomi Mi5s embora sejam um pouco mais escuras devido ao sensor, mas à noite as fotos conseguem resultados muitos bons. Realizei diversos testes e a câmara consegue focos rápidos que nos permitem ganhar tempo naqueles momentos que não queremos perder.
Gostei dos resultados dos vídeos embora a estabilização de imagem não fosse assim tão eficaz.






Ver aqui as fotos com tamanho original.

Pontos positivos


  • Desempenho
  • Câmara
  • Bateria


Pontos negativos

Posso dizer que é difícil apontar aspectos negativos a este equipamento, pois não os tem. Mas estamos perante um smartphone deste preço há aqui pontos que podem ser melhorados e podem não agradar a todos mas não quer dizer que sejam aspectos negativos.

Um dos quais é saliência da câmara traseira. Quando o smartohone está na horizontal com o monitor para cima a câmara traseira assenta diretamente na mesa ou no local onde este se encontra o que poderá riscar o a lente.



Outro ponto que tenho de realçar é o facto de não ter a banda 20 e uma vez se tratar de um flagship não poderia de deixar passar este pequeno pronto.



Opinião


O Oneplus 3T foi um dos melhores smartphones que já me passou pelas mãos em termos de desempenho. Neste especto está muito equiparado ao Xiaomi Mi Mix e um pouco acima do Xiaomi Mi5S. A câmara fotográfica e bateria são aspectos que muitos utilizadores valorizam bastante e aqui este smartphone ganha vantagem comparativamente com os que mencionei. Há ainda câmaras melhores no mercado mas para preços que são o dobro do pedido por este OnePlus. Em relação ao software é uma questão pessoal e de gosto. Se este equipamento tivesse a ROM MIUI este seria o meu smartphone.

Onde comprar:



Vídeo



Emoticon Emoticon