Xiaomi Gaming Keyboard - Cada vez melhor

Para quem acompanha a marca chinesa sabe que esta fabrica muito mais do que apenas smartphones ou tablets. Os teclados da Xiaomi estão no mercado já há vários anos e a marca tem vindo a renovar o seu reportório neste campo praticamente todos os anos. Hoje venho falar da minha experiência com o mais recente teclado gaming da marca.




As primeiras versões dos teclados da marca, por aqui testadas, surpreenderam pela qualidade e tinham apenas 87 estando disponíveis em duas cores branco ou preto.


O mais recente Xiaomi Gaming Keyboard vem equipado com 104 teclas com switches TTC Red e com uma interface USB. Possui uma taxa de retorno de 1000Hz e um rollover de 33 teclas (detecção de 33 teclas pressionadas simultaneamente). 



Características do Xiaomi Gaming Keyobard

  • Retroiluminação RGB 
  • Parte superior feita de liga de alumínio
  • Keycap com injeção bicolor PBT + PC
  • Switches TTC Red com 3mm 
  • Micro-controlador Sonix 32-bit Cortex-M0
  • 1000Hz de taxa de retorno

Este teclado é totalmente preto, um preto mate, com o símbolo da marca no canto superior direito, por cima da parte numérica. É construído com uma armação em alumínio e num prático rijo (teclas e parte inferior). No entanto tem bons acabamentos mantendo as formas arredondadas das primeiras versões. 



Na parte inferior vamos encontrar 4 apoios de borracha, dois dos quais podem ser substitutos por outros que vêm na caixa, ligeiramente mais altos.
É um teclado não muito pesado, tendo em conta o tipo de teclado e aos que já testei. Este pesa cerca de 803g, tem 44cm de comprimento, 13,3cm de largura e 4cm de altura. O cabo USB que o acompanha mede cerca de 1,8m  e não é removível ao contrário das versões anteriores.


Segundo a marca as teclas têm um tempo de vida estimado de 500 milhões de cliques e um tempo de resposta de 3ms.

Na prática este é um teclado mais silencioso do que os habituais mecânicos, inclusive mais silencioso que as versões anteriores. Tem um toque suave e o clique produzido nem parece mecânico. É uma vantagem comparativamente aos anteriores.


Como aspeto menos positivo realça-se o facto de não incluiu teclas programáveis nem capacidade de definir macros. Por outro lado os ajustes da cor das teclas é feito manualmente através do próprio teclado e não através de integração com software no PC. O que por vezes pode dar mais jeito. Para isso utilizam-se as teclas FN + PGDn ou PGUp para alternar entre os esquemas de cores pretendidos. Podemos escolher vários modos entre as cores azul, vermelho, verde, laranja, rosa ou branco.

Conclusão

Depois de usar durante bastante tempo as primeiras versões dos teclado da Xiaomi de 87 teclas e testar ainda outros mecânicos de outras marcas, não poderia estar mais satisfeito com esta última versão. Tem apenas dois pontos menos positivos. Por estar apenas disponível na versão EN não possui as teclas de maior e menor que podem ser úteis para programadores e o facto dos apoios inferiores não serem mais altos para dar uma maior inclinação ao teclado. Tirando esses dois pontos, que podem não ser assim tão relevantes, é sem dúvida mais uma excelente aquisição da marca!

Onde comprar


Dá uma vista de olhos em todos os produtos Xiaomi:

Acompanha todas as novidades nos grupos de discussão:



Emoticon Emoticon